quinta-feira, 9 de abril de 2009

Tão triste sonho de não ter você na vida

Às vezes me sinto mal por não conseguir escrever sobre minhas alegrias do mesmo modo que escrevo sobre minhas tristezas... Faz parecer que eu não sou feliz (alguns até cogitam isto, coitadinhos)... Mas a verdade é que meus bons momentos são muitos e imensamente felizes, porém, eu prefiro simplesmente "vivê-los", guardá-los pra mim e no máximo dividir com que merece de verdade receber satisfações da minha vidinha... Quanto às minhas tristezas, meus medos e até defeitos, esses eu preciso tirar de dentro de mim... "exorcizá-los"!
Hoje estava navegando pelo orkut, arrumando fotos, deixando uns recadinhos de Páscoa e vi que vários amigos começaram a trocar seus nomes por “LUTO”, vi então que uma moça da minha cidade havia falecido devido à um acidente de carro em outro estado. Embora tenha “cruzado” por ela só algumas vezes, fiquei bem chateada e fiquei pensando nas tantas perdas que tive, desse modo ou aquelas "naturais"... É duro essas perdas repentinas, ainda mais quando se trata de pessoas jovens, saudáveis e o que mais machuca é o modo abrupto pelo qual estas pessoas simplesmente somem das nossas vidas... Dói tanto saber que não vamos mais ver seu sorriso, ganhar um abraço, beija-la... Somem fisicamente, mas a lembrança, os bons momentos, o amor e o carinho ficarão para sempre ... Ninguém nunca vai ocupar seu lugar no coração... Ninguém nunca vai preencher o vazio que esta pessoa deixou...
Perdas são frequentes em nossas vidas, por mais que sejam perdas 'pequenas' são quase sempre irreparáveis. Ninguém substitui ninguém, cada um é único, embora não esteja mais entre nós fisicamente. A solidão, o vazio, é algo que nos acompanha para o resto da vida, e não há muito o que fazer além de se conformar; e aceitar que como alguns nos fazem falta hoje, faremos falta para alguém amanhã. E por mais que nos machuquem que nos desagradem, e por pior que são essas perdas nos fazem crescer, e assim crescemos da pior maneira possível.
As muitas perdas que tive, me fizeram enxergar e me fizeram chegar onde estou hoje e dar a valor a quem ainda esta por aqui.
.

3 comentários:

Ana Lúcia Porto disse...

A melhor lembrança é a que permanece no coração...!!
FELIZ PÁSCOA a você e a todos os seus...!! Que façamos jus à morte e a ressurreição de Jesus...
Beijos,
Ana Lúcia Porto.

Renata Miranda Ragagnin disse...

É Flavinha... Valorizar o HOJE...

E hoje é dia de dizer que conhecer você já valeu a pena ter vivido por aqui, nessa vidinha terrena...

Beijão amada!

Cadinho RoCo disse...

Dois pontos distintos.
O primeiro é que as perdas significarão perdas enquanto quisermos que assim se posicionem em nós. Se pensar no que significam as pessoas que já patrtiram desse mundo em nossas vidas, no presente, as perdas se transformam em referências vivas por intermédio das nossas vidas.
O segundo é que de fato para nós, a vida deve estar sempre num grau de importância distinto do da morte porque é na vida e pela vida que temos a oportunidade de sermos o que somos.
Feliz Páscoa.
Cadinho RoCo