sexta-feira, 9 de julho de 2010

Curada

Abri o blog para escrever e não consigo, fazem uns 2o minutos que ele me olha e eu olho pra ele. Tela vazia, mas a cabeça cheia... É difícil ... Hoje é uma data muito especial para mim, e mais uma vez não poderia deixar de dividir com quem "me segue" ou simplesmente com quem entrou aqui por acaso... Pode ser também que ninguém leia, mas só o fato de eu desabafar minha felicidade, já tá de bom tamanho!
Contei em alguns textos que tive câncer anos atrás e meu rim esquerdo foi pras cucuias! Hehehe Pois então, hoje fazem 5 anos que fiz a cirurgia e só tenho que agradecer à Deus por estar viva! Tenho feito controle de 6 em 6 meses e graças à Deus meu rim direito funciona normalmente, e segundo meu médico, somente depois de 5 anos ele poderia me dar alta e ai me dizer o que eu tanto queria ouvir: CURADA! Só quem passou por isso pode calcular o quanto significa ouvir essa palavra! Foram meses de indecisão e muita angústia: seria necessário cirurgia? onde fazer a cirurgia? seria cirurgia convencional (com um "talho" enorme) ou por vídeo? recuperação em UTI? quimioterapia? Dúvidas e mais dúvidas! Tive que abandonar velhos vícios (ahhh meu cigarrinho que eu adorava - não façam isso!!!) , procurei ajuda no espiritismo, mas me achei mesmo na Seicho - no -ie... Tenho certeza que foi após começar a frequentar os encontros da Seicho que minha cura se fez!
Nesses 5 anos, minha vida mudou muito, ohhhh se mudou, mas embora tudo de maravilhoso que tenha me acontecido, sempre ficava com aquela angustia guardada dentro de mim, que muitas vezes deixava transparecer, por mais que tentasse esconder. Depois que o Bernardo nasceu então, meu medo parece ter aumentado, talvez por medo de deixá-lo... Nossa, não é nada fácil falar disso, mas faz parte da minha história, do meu passado...
Dia 09 de Julho é meu segundo aniversário! Depois de 4 horas de cirurgia, numa posição nada agradável, uma dorzinha chata na incisão (existe dor boa?), acordar na sala de recuperação e ver que estou viva não há dinheiro que pague! Pra quem podia ter que se recuperar na UTI, fazer bolsas de sangue e até mesmo ter que passar por quimioterapia, posso dizer que minha cirurgia foi um sucesso e que sou uma mulher de sorte!
.

" Sempre acreditei que as profundas transformações, tanto no ser humano como na sociedade, ocorrem em períodos de tempo muito reduzidos. Quando menos esperamos, a vida nos coloca diante de nós um desafio para testar nossa coragem e nossa vontade de mudança. Neste momento, não adianta fingir que nada acontece, ou desculpar-se dizendo que ainda não estamos prontos."

.

Eu não estava pronta, mas também não podia fingir que nada estava acontecendo. Para enfrentar o desafio tive a ajuda de alguns "anjos da guarda" aos quais serei eternamente grata: Dr Lineu Motta (que me colocou cara a cara com o desafio), Dr. Paulo Henrique Teixeira, Dr. Túlio Grazziotin, Dr. Paulo Eduardo Pizarro (esse três fizeram a mudança acontecer), a minha mãe que segurou uma barra, Cláudio que nunca me deixou desanimar. Agradeço à estas pessoas, aos meus amigos que sempre estiveram ao meu lado e principalmente à Deus que me deu uma segunda chance!
.

7 comentários:

claudio Roberto Acosta Barbosa disse...

Hj é um dia especial não só pra ti meu amor, mas para todas as pessoas que te rodeiam, porque podem desfrutar dessa pessoa maravilhosa que tu é, sempre torci por ti e sempre te apoiei, vejo uma mulher vencedora que tanto amo. bjsss minha muié.

ॐ Camila Anastasi disse...

Flavinha que coisa deliciosa de saber!
Parabéns por ser a pessoa guerreira que você é, e encher nossas vidas com suas vitórias!!

otimo final de semana!

Renata Nogueira disse...

Flávia, que notícia maravilhosa! Sei bem o que é isso pq tb tive um câncer há 15 anos e estou aqui, vivinha!
Beijão

Renata Lopes Costa disse...

Flavinhaaa, que bom ler isso! Nem imagina...

Agora bola pra frente e que venham mais 5, 10, 50, 80 anos...um beijão!

PS: Que lindinha declaração do teu amore...ai tão munitinho ver o amor assim...

Rosamaria disse...

Flávia, fico feliz por ti. Minha irmã passou por isso e sei o quanto é bom saber quando se está curada.
Agora é tocar pra frente e ser muito feliz.
Bjim.

Lúcia Soares disse...

Flávai, que notícia boa encontro aqui, depois de dias sem blogar nem ler nada. Deus continue operando em sua vida e que sua saúde esteja sempre bem.
A cura principal veio de sua fé, sem dúvida. E dos anjos que Deus coloca em nossas vidas, em forma de médicos, filhos, maridos, amigos, mães...
Beijos e sinta um abraço apertado e emocionado, de quem gosta muito de você!

Ana disse...

Uma bênção.

Post bom demais de ler. De emocionar!