sábado, 30 de janeiro de 2010

Quem sou eu?

" Quando não temos nada de prático nos atazanando a vida, a preocupação passa a ser existencial. Pouco importa de onde viemos e para onde vamos, mas quem somos é crucial descobrir.

A gente é o que a gente gosta. A gente é nossa comida preferida, os filmes que a gente curte, os amigos que escolhemos, as roupas que a gente veste, a estação do ano preferida, nosso esporte, as cidades que nos encantam. Você não está fazendo nada agora? Eu idem. Vamos listar quem a gente é: você daí e eu daqui.


Eu sou outono, disparado. E ligeiramente primavera. Estações transitórias.

Sou Woody Allen. Sou Lenny Kravitz. Sou Marilia Gabriela. Sou Nelson Motta. Sou Nick Hornby. Sou Ivan Lessa. Sou Saramago.

Sou pães, queijos e vinhos, os três alimentos que eu levaria para uma ilha deserta, mas não sou ilha deserta: sou metrópole.

Sou bala azedinha. Sou coca-cola. Sou salada caprese. Sou camarão à baiana. Sou filé com fritas. Sou morango com sorvete de creme. Sou linguado com molho de limão. Sou cachorro-quente com mostarda e queijo ralado. Do churrasco, sou o pão com alho.

Sou livros. Discos. Dicionários. Sou guias de viagem. Revistas. Sou mapas. Sou Internet. Já fui muito tevê, hoje só um pouco GNT. Rádio. Rock. Lounge. Cinema. Cinema. Cinema. Teatro.

Sou azul. Sou colorada. Sou cabelo liso. Sou jeans. Sou balaio de saldos. Sou ventilador de teto. Sou avião. Sou jeep. Sou bicicleta. Sou à pé.
Você está fazendo sua lista? Tô esperando.
Sou tapetes e panos. Sou abajur. Sou banho tinindo. Hidratantes. Não sou musculação, mas finjo que sou três vezes por semana. Sou mar. Não sou areia. Sou Londres. Rio. Porto Alegre.
Sou mais cama que mesa, mais dia que noite, mais flor que fruta, mais salgado que doce, mais música que silêncio, mais pizza que banquete, mais champanhe que caipirinha. Sou esmalte fraquinho. Sou cara lavada. Sou Gisele. Sou delírio. Sou eu mesma.
Agora é sua vez."

Martha Medeiros

* * * * * * * * * * * *

" Eu sou inverno rigoroso, de renguear cusco como se diz aqui no Rio Grande.

Sou a lua, cheia. Sou a noite. Sou o vento.

Sou Almodóvar. Sou Marisa Monte. Sou Ana Carolina. Sou Ivete. Sou Nando Reis.

Sou Clarice Lispector. Sou Martha Medeiros.

Sou doce como um brigadeiro de panela mas também posso ser salgada como a água do mar!

Sou água de beber!

Sou Coca – cola, mas às vezes me excedo e eu sou uma cerveja bem gelada!

Sou lasanha. Sou arroz, bife e batata frita, mas também Sou um fino canapé.

Sou halls preto. Sou pizza. Sou alérgica a camarão.

Sou nefrectomizada.

Sou caminhadas.

Sou músicas ecléticas. Sou livros que nunca chego ao fim. Sou Internet. Sou celular.

Sou novelas do Manoel Carlos.

Sou roxa. Sou gremista. Sou cabelo vermelho.

Sou tulipa. Sou rosa.

Sou cheiro.

Sou vestidos. Sou calça jeans. Sou mantas de lã coloridas.

Sou esmaltes de todas as cores.

Sou rímel. Sou óculos de sol. Sou colares.

Sou toalhas. Sou cama grande. Sou creme hidratante.

Sou consumista.

Sou intensa. Sou silêncio. Sou saudade.

Sou Porto Alegre. Sou lugares que ainda não conheço. Sou Cancun.

Sou amiga, sou amada, sou desconfiada.

Sou choro. Sou riso. Sou gargalhada sincera.

Sou fotos. Sou abraço. Sou sexo.

Sou palavras.

Sou meu filho, sou meu amor...

Sou eu, apenas eu. Sou tantas coisas... "

Flávia Fayet

6 comentários:

Blog do Vascão disse...

Passando pra te deixar um abração de amassar costelas rsrs...

Bom fim de semana.
Beijosss
Jeferson

Beth/Lilás disse...

Ai, eu adoro esta expressão 'de renguear cusco'!

Pois eu sou outono, com pitadas de primavera também.

beijos cariocas e lindo fim de semana

Luciana Klopper disse...

Mana ficou lindo demais o seu Quem sou eu! A Martha é ótima né?

pontorouge disse...

Eu, atualmente, sou Ponto Rouge.
Lindo texto!

beijo rouge

Dani

Lúcia Soares disse...

Adorei, Flávia. A gente é tanta coisa, e isso é muito bom. Qualquer dia faço este, tá?
(Vai lá e me diz se gostou da sua bolsa...)Bj

Dani dutch disse...

OI Flávia, bom fim de semana
bjusss