terça-feira, 28 de outubro de 2008

Cuide da sua vida!

Estou eu na fila do supermercado com meu carrinho cheio de compras, graças à Deus, esperando minha vez de passar no caixa. Chegou um senhor de uns 65 anos +- e ficou atrás de mim apenas com um pacote de mandiocas, olhei para o “coitado” e disse para ele passar na minha frente, afinal era só um item. Eu e meu maldito enorme coração! Ele agradeceu e passou, seguiu-se então o seguinte diálogo:

Senhor: - Um dia eu estava em outro supermercado com um amigo também aposentado e ficamos “obEservando” os carrinhos das pessoas, uns cheios, outros vazios...


Eu: - risos

Senhor: a senhora sabe que chegamos à conclusão que mulheres ricas e bonitas tinham seus carrinhos com poucas compras, era só um saquinho de batatas, mtas “folhas”... Mulher bonita não come tanto que nem a senhora!

[PARAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ]

Eu: sorriso amarelo (vontade de pular no pescoço do velho, paralisei, ainda bem...)

Senhor: mulher feia que nem a senhora (ahhhhhhhhhhhhhhhh) que enche o carrinho de coisa

Eu: mas vem cá, o senhor ta me chamando de feia? O que o senhor sabe da minha vida?

Velho: mas é, olha esse carro cheio de comida

[nisso a moça do caixa e outra senhora q estava na frente do “Sr mui educado” já estavam irritadíssimas com o comentário maldoso dele e começaram a xingá-lo também]

Eu: graças à Deus tenho dinheiro pra comprar comida e tudo mais, pior o senhor com esse saco de mandiocas...


[não lembro mais,tal é a raiva]

Putz, o que esse homem sabe da minha vida, sabe ele se sou rica ou pobre, desde quando rico não come? Sabe ele se minha família tem 3 ou 10 pessoas, se era comida pra uma semana ou um mês... Sabe ele se não estava fazendo compras para um restaurante... Não bati nele porque sabia do risco de ir presa, e ainda iam me crucificar por bater num idoso, coitadinho né? Coitadinho uma ova! Não tem o que fazer, muito menos o que falar, fica quieto no seu canto, mas não venha “agredir” (verbalmente) as pessoas... Tá louco, meu sangue ferveu! Ainda bem que tenho espelho em casa e sei bem o que tinha no meu carrinho, 24 litros de leite para o meu filho e mais algumas coisinhas!!! Será que é futilidade dar comida pro meu filho?


Ah, antes de ir embora, o Sr educação ainda virou- se para mim e disse:

- De que família a senhora é? Conheço todo mundo...

Eu: Não, não me conhece porque não sou daqui.

Era só o que faltava! Ah, q desabafo

4 comentários:

Ana disse...

Cara doido!! Malucoooo!
Metido!! heheheheh!
Cada uma que acontece!!

Renata Lopes Costa disse...

É cada uma que acontece!
Mas não tive como não rir, imaginando a situação.
Espera ai que vou lá no mercado comprar 1 "pezinho" de alface pra semaana! Sou chique bem...heheh!
Bjão!

Renata Miranda Ragagnin disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
adorei a estatística totalmenete equivocada da criatura.

A propósito, quem come mandioca tem Alzheimer depois dos 60 anos, porque tu não disse isso pra ele. kkkkkkkkkkkkkkk

Tô nos 30 e agora????? disse...

Credoooo!!! Fiquei bege com isso! Nunca vi alguém ser tão mal educado? Caracoles ....
Mas tive um acesso de tanto rir ... é hilário imaginar a cena.
bjkasssss