terça-feira, 11 de novembro de 2008

Eu te amo não é bom dia!


Tem pessoas que trocam de namorado, ficante, marido e similares na maior rapidez, como se fosse a coisa mais simples do mundo, na maior naturalidade. Hoje, te amo amanhã não se sabe! E o “sentimento”, o amor verdadeiro fica onde? Usam a frase “Eu te amo” como se fosse bom dia, “dão” seu bom dia para todos sem se preocupar se estão ferindo o próximo ou não! Pra mim, “Eu te amo” é sagrado, assim como as vacas na Índia, como a Bíblia para os católicos... Até sair um "I love you" da minha boca tem que ter muita convivência e mesmo assim já me arrependi várias vezes de ter aberto minha linda boquinha! Essa frase tem um significado enorme e não é todo mundo que respeita, infelizmente! A Fulana conheceu o Ciclano na balada de sábado e hoje já está lá estampado no seu orkut, msn, blog, espalhando nos 4 cantos do mundo, seu amor eterno! Putz, já está amando? Fico indignada mesmo, o amor é tão sublime, um sentimento lindo e ultimamente está tão banalizado! Salvo lá as “pré-adolescentes” que não se tem muita noção, e dizem eu te amo para aquele rapaz que nunca na vida não vão chegar nem perto ou no máximo trocar um oi. E as atrizes, cantores, gente famosa? Quando tu pensa que ta com o Beltrano, já não ta mais, tá casada e com filho de outro, e cheia de “eu te amos”! Nossa mãe!
Já disse aqui no blog que quando acaba uma relação, é difícil, doloroso, mas cada um supera da sua maneira - ou não supera -, segue insistindo, infernizando seu (sua) ex... O mundo está cheio de pessoas solteiras à procura da sua alma gêmea, então se acabou, paciência! Posso estar falando bobagem, vá que eu leve um pé na bunda e não supere coisa nenhuma, afunde numa depre sem tamanho, passe os dias a incomodar o Cláudio, pedindo pra voltar... Hehehe... Espero que não aconteça nada parecido! Tá, mas e ai? Vamos que eu seja dispensada, não é porque to solteira que vou dizer Je T’aime pro primeiro desconhecido que eu beijar na boca! Convivemos anos e mais anos com certas pessoas e quando percebemos elas continuam sendo desconhecidas para nós. Imagina um cara que conheci ontem e já vou me declarar assim! Não mesmo!
Por isso agora estou ficando mais moderada ao pronunciar Eu te amo! Só ouve quem faz por merecer!

Então, lá vai: Bernardo, mamãe te ama!

Cláudio, eu te amo!

Mãe, eu te amo!

E os outros, deixemos assim... Faça por merecer!



**********************************

♥ Eu te amo...♥


Amo a segurança que você me dá,

amo o ombro que me empresta

quando eu preciso chorar.

Amo teu silêncio oportuno,

amo tuas palavras mudas,

que tocam meu coração,

como um porto seguro.

Amo a tua capacidadede me tirar de trás do muro,

onde ás vezes me escondo...

Amo ter a certeza de que você me ama...

Amo a metade de tua vida que me emprestaste,

para que a minha se complete

2 comentários:

Ana disse...

Concordo!
E tenho uma puta dificuldade de falar estas 3 palavrinhas...
O Joaquim esperou tanto, tadinho...
E eu já amava... só não sabia falar!! Heheheh!

http://olhardeinquietude.blogspot.com disse...

É isso, Flávia! Eu te amo, agora, só pra alguém muito, mas muito, especial...
amei o texto!!!
bjo